Areias ao Vento
Sobretudo sobre o nada da existência arte,filosofia,e ciência; sobre tudo e sobre nada:do oculto e da sapiência

Texto de Dion Fortune

Marcadores:
"Sou a estrela que surge do mar, do mar crepuscular,
Trago aos homens os sonhos que regem seus destinos.
Trago as marés lunares às almas dos homens,
Os fluxos e refluxos repetidos das marés;
Esses fluxos e refluxos alternados das máres;
Esses são o meu segredo, esses pertencem a mim.
Sou a Eterna Mulher, eu sou -
As marés das almas de todos os homens me pertencem,
Os fluxos e refluxos repetidos das marés;
As secretas, silentes marés que governam o homem;
Estes são os meus segredos, que pertencem a mim.

Das minhas mãos recebem ele o seu destino;
O toque das minhas mãos trás serenidade -
Essas são as marés lunares, essas me pertecem,
Ísis no céu, na terra Perséfone,
Diana na lua e Hécate,
Ísis velada, Afrodite do mar,

Todas essas eu sou e elas são vistas em mim.
A lua cheia brilha no meio do céu,
Ouço as palavras de invocação, ouço e apareço -
Shaddai el Chai e Rhea, Binah, Géia,
Vim para o sacerdote que chamou por mim ".

Dion Fortune

0 comentários:

Followers