Areias ao Vento
Sobretudo sobre o nada da existência arte,filosofia,e ciência; sobre tudo e sobre nada:do oculto e da sapiência

A outra história

A outra história

Um dia perguntei a um homem muito velho e sábio, por que a beleza de uma menina fascina tanto, e ele respondeu-me:

Uma menina fascina tanto porque a sua beleza frágil e delicada tem mais força do que a espada de um bravo guerreiro, posto que este luta e vence as mais terríveis batalhas apenas pensando em para ela retornar. Uma menina é, em tempo, pouco para trás – então tem o passado limpo – e muito para frente – portanto traz a promessa de um futuro. A menina é bela por ainda não ser mulher. E fascina tanto por ser bela como as marés, porque, como toda mulher, tem dentro de si os ritmos da natureza, que vêm e vão. Uma menina é bela porque é deusa e mito, é musa e sabe disso: que inspira os artistas com a sua beleza, a produzirem mais beleza. Então, enquanto obra de arte, uma menina é uma escultura viva e divina, é uma obra prima: toda bela menina é diva. É por este motivo que tantas meninas se chamam Diva, Epifânia, Glória, Divina. A beleza de uma menina fascina porque a beleza é rara e cobiçada como uma pedra preciosa a ser lapidada em mulher; e como toda jóia, a menina traz fortuna e prestígio àquele que a possuir. Então uma menina é uma jóia, e é por este motivo que os homens presenteiam as mulheres com jóias: para tentar mostrar a elas o quanto lhes vale a beleza. E é por essa razão que meninas recebem nome de jóias, porque não importa a cor da pele ou dos cabelos, meninas são pedras preciosas: Ágatas, Esmeraldas, Jades, Safiras. E cada bela menina, à sua maneira, é delicada como uma flor, cada uma com um cheiro, jeito e cor. Como flores, as meninas escondem em si o mel que adoça a boca e o pólen que gera a vida. É por este motivo que tantas meninas se chamam por nomes de flores: Margaridas, Rosas, Hortências, Jasmins. Várias flores, com diversas cores, odores e sabores. Meninas são flores, por isso as recebem. As flores são efêmeras como as meninas; a diferença é que as flores secam e morrem e as meninas defloradas crescem e se tornam mulheres. A beleza de uma menina é pura e casta, sem marcas. E é mais bela justamente porque pode ser marcada - como uma folha em branco, pela pena de um escritor -, quando então se torna musa. Meninas assim as são por serem puras, e é por esta razão que tantas meninas recebem nomes de Cândida, Inocência, Branca. Daí decorre a tradição de se casar de branco, ainda que algumas não mais o mereçam. Enfim uma menina é bela e fascina por ser diferente de um menino e desta maneira o complementar. Qualquer menina é Eva, a tentação de cometer o pecado original, de comer o fruto proibido e ser expulso do Paraíso só para depois, buscar a redenção e a ele retornar.

Gregory Grimaud
0 comentários:

Followers