Areias ao Vento
Sobretudo sobre o nada da existência arte,filosofia,e ciência; sobre tudo e sobre nada:do oculto e da sapiência

O samba da esperança

Marcadores:
O samba da esperança

O que você vai ver agora é a história de uma revolução na vida de um brasileiro. Um vendedor ambulante de biscoitos.

Todos os dias, há mais de 20 anos, a mesma vida difícil. Pelas ruas do centro do Rio, vendendo biscoito.

Nilo descola um trocado para o almoço e mais um tanto para pagar o pernoite numa pensão barata. Se não consegue, fica na rua mesmo. Encontra uma roda de sambistas. Relembra o passado.

Em 1975, Nilo Mendes compôs um samba que ficou para a história: uma homenagem a festa do Círio de Nazaré. Eram outros tempos. Na época, o prêmio foi só uma caixa de cerveja. O samba entrou para a lista dos melhores de todos os tempos, mas o compositor foi esquecido, até dado como morto.

Aos 64 anos, nunca perdeu a esperança de que um dia a maré baixa ia virar.

Agora, outra escola de samba, a Unidos do Viradouro decidiu homenagear a festa do Círio de Nazaré no desfile de 2004. Vai cantar novamente na avenida o velho samba de Nilo.

A vida, dessa vez ,vai mudar. Com o dinheiro dos direitos autorais, Nilo vai poder se aposentar, comprar uma casinha e - quem sabe - conhecer Belém para agradecer de perto à virgem santa, em quem nunca deixou de ter fé.

"Maior vontade que eu tenho no mundo, antes de morrer, eu acho que a virgem de Nazaré vai me ajudar de eu conhecer a terra de minha mãe. E eu tenho fé que vou conhecer o Pará. Eu quero agradecer de joelho lá. A santa senhora de Nazaré, pelo tudo que ela está fazendo na minha vida", fala o compositor Nilo Esmera Mendes.


reproduzido na íntegra, daqui

Followers