Areias ao Vento
Sobretudo sobre o nada da existência arte,filosofia,e ciência; sobre tudo e sobre nada:do oculto e da sapiência

Como perdoar uma dívida: BNDES e AES criam a Novacom

Marcadores:
Como perdoar uma dívida: BNDES e AES criam a Novacom


O BNDES e a norte-americana AES assinaram um estranho memorando de entendimento para reduzir a dívida de 1,318 bilhão de dólares, considerando juros, que a empresa de energia, controladora da Eletropaulo, tem com o banco de fomento a empreendimentos.A dívida original de 1,2 bilhão de dólares da AES foi contraída com a privatização da Eletropaulo, em 1998. A AES detém participações na Eletropaulo, distribuidora de São Paulo, o maior pólo industrial e econômico do país.

O BNDES capitalizará a "Novacom", como foi batizada a nova companhia, em 600 milhões de dólares e receberá apenas uma parcela de 60 milhões de dólares, no ato de criação da empresa. A AES manterá o controle do capital da Novacom, com 50 por cento mais uma ação,e o BNDES terá 50 por cento menos uma ação.Isso significa que além de parcelada a dívida, de ganhar uma nova empresa, a AES ainda terá o controle acionário sobre ela. Por outro lado, o banco indicará a maioria do conselho fiscal e ambos os sócios terão dois representantes cada no Conselho de Administração, nomeando em conjunto o presidente da nova empresa.

O BNDES emitirá 540 milhões de dólares em debêntures conversíveis em ações, com prazo de 10 a 12 anos, ainda a ser acertado. A primeira emissão será de 25 milhões de dólares, após dois anos de carência, com obrigação da AES de subscrever essas debêntures sob risco de perder o controle da Novacom.

Caso a empresa se torne inadimplente, o banco converte as debêntures em ações e se torna dono da Novacom.E, raciocinando bem, das dívidas, que acabam assim perdoadas. Estranha lógica.

Ao que me parece, este é mais um exemplo clássico de como o Brasil se tornou o que é, ou dito de outra maneira, este é um exemplo clássico de como a América do Norte se tornou o que é.

Followers