Areias ao Vento
Sobretudo sobre o nada da existência arte,filosofia,e ciência; sobre tudo e sobre nada:do oculto e da sapiência

Manifesto do oprimido II

Marcadores:

Manifesto do oprimido



Eles inventaram o transporte coletivo que nos leva ao trabalho e o fast food onde almoçamos, socializaram a prostituição para que ganhassem com o lenocínio mas também são paradoxalmente os inventores do casamento no civil, uma forma de profanar o sacramento do matrimônio e também criaram a herança para legarem aos seus filhos o que roubaram dos filhos dos outros . Eles são os desenvolvedores do crediário, os planejadores das campanhas de caridade para que nós paguemos pela miséria que eles geraram. Para legitimar o seu poder obsceno sobre nós, criaram o poder legislativo , o poder judiciário e o poder executivo e regulam o que e que é certo ou errado. Se existe o analfabetismo funcional o interesse é deles e a globalização é apenas um sinônimo de morte do capitalismo - outra vil invenção deles, o seu verdadeiro poder - e para que não nos rebelemos contra os opressores, recrutaram-nos para as forças armadas pois temem uma revolução que traga a evolução da nossa condiçao de oprimidos.Então manipulam a nossa fé e coração com o conceito de patriotismo e nos levam à guerra sob o pretexto de manter a paz.

Este é o manifesto do oprimido, que não se propõe a ser definitivo, mas útil. O manifesto do oprimido não é o último, porque não deve ser o único, mas é o primeiro de muitos que virão.

Confira as minhas opiniões sobre opressão no Manifesto do Oprimido

Followers