Areias ao Vento
Sobretudo sobre o nada da existência arte,filosofia,e ciência; sobre tudo e sobre nada:do oculto e da sapiência

O Cabaré Voltaire

O Cabaré Voltaire

Quem está ligado no universo blogueiro certamente já ouviu falar do Cabaré Voltaire, do webring de blogs. Agora, é interessante saber um pouco da história do verdadeiro e original Cabaré Voltaire.

( Tudo começa com o ) DADAÍSMO

Fenômeno do período de guerra e apresentando-se como um protesto contra a civilização que provocara o conflito, o Dadaísmo surge em Zurich, 1916, durante a primeira manifestação dadá. "Estávamos indignados com os sofrimentos e o aviltamento do ser humano,- escreve um dos criadores do movimento - e enquanto ao longe troavam os canhões na carnificina, nós cantávamos, pintávamos, colávamos e fazíamos poesia a mais não poder."
O ponto de encontro dos vanguardistas é o Cabaré Voltaire, uma espécie de café literário, "onde todas as noites se processa uma orgia de poemas, canções e danças". A pouco metros dali, curiosamente, mora o exilado russo Lênin, que no ano seguinte comandaria a Revolução Soviética. A principal figura do movimento, o romeno Tristan Tzara faz então a leitura do Manifesto do senhor Antipirina e estabelece a negação mais radical das tradições artísticas do Ocidente, em todos os tempos. Outros escritores recitam os seu textos, interrompendo-os com gritos, soluços, cacarejos e cantos bizarros. De quando em quando, um desses artistas ofende os espectadores com pesados insultos e a platéia geralmente reage com indignação
Há várias interpretações para o sentido da palavra dadá, mas todas, de certa forma, remetem para a idéia de uma palavra infantil, pré-lógica, mágica e incompreensível. Uma palavra que cai como uma luva para essa vanguarda cujo objetivo único é a destpara essa vanguarda cujo objetivo único é a destruição. Na verdade, ao rejeitar as formas culturais padronizadas e propor o aniquilamento da linguagem literária e mesmo da linguagem social, os dadaístas mergulham no impasse total: a exemplo da vida, a arte não possui qualquer significado. Este niilismo antecipa o desespero cínico em que mergulhariam muitos artistas, no transcurso do século XX, conforme pode-se verificar nos tantos manifestos do movimento.
segundo a nossa professora de história da arte era comum nas exposições dadaístas coisas como calhambeques com menininhas vestidas como se fossem à primeira comunhão que saiam dando as mãos aos visitantes e com eles passeavam pela exposiçao declamando poemas eróticos.
Devemos ressaltar que se tal performance fosse repetida hoje em dia, dificilmente tais meninas sairiam ilesas, tal a onda de pedofilia que nos assola.

Followers