Areias ao Vento
Sobretudo sobre o nada da existência arte,filosofia,e ciência; sobre tudo e sobre nada:do oculto e da sapiência
Para os que gostam de Rohden e de deixar recados citando -o no pad situado no sopé da minha página:

"O homem espiritual, surdo aos barulhos da turba-multa dos profanos e às teses dos catedráticos, escuta intensamente vozes do grande silêncio que principia além de todos os ruídos estéreis. E o que esse silêncio anônimo lhe sugere é mais sedutor do que tudo o quanto os discursos e os sermões dos sabidos e afamados possam lhe dizer."

excetos do livro Cosmorama

Daí deriva o texto do silêncio? Não. Mas não se trata de coincidência(ela existe?). A minha afinidade com Rohden vem de ambos termos interesse em estudar os três grandes livros: o Evangelho, o Alcorão e o Tao Te King.

E àqueles que se julgarem porcos indignos de engolir as pérolas que lanço como Areias ao Vento (será por acaso o nome?Por acaso acaso existe?) eu peço que se mirem no exemplo de Cleópatra : esmaguem as pérolas e tomem-nas numa taça de vinho.
0 comentários:

Followers